Blogs de mães – fonte de recordação para os filhos

28 de dezembro de 2010 § 2 Comentários

Hoje andei pela web lendo alguns blogs de mães para linkar ao Blog da Escola. Vi tanta coisa legal que fiquei pensando: “sorte desses filhos que terão um vasto material sobre suas mães, suas alegrias e tristezas, suas belas reflexões no futuro”. Digo isso porque meus bebês têm 18 e 13 anos e eles não terão essa oportunidade… que coisa nostálgica. Eu adoraria ler os textos da minha mãe; seriam uma bela recordação da minha vida.

Recentemente saiu uma reportagem da Folha em que é criticada a exposição das crianças nos blogs, Mães colocam crianças em “Baby Brother” na internet; especialistas criticam. Obviamente que essas considerações são importantes e não podemos desconsiderá-las, mas também é indispensável pensar que vivemos uma outra era. “Antigamente os diários tinham até chaves” , também não existia a luz, não existia o telefone e muito menos o computador com Internet… Mulher ficava em casa, marido tinha sempre razão e filhas não podiam estudar… O mundo mudou e muito; a vida se desenrola de outra forma e não dá para comparar ou, então, correremos o risco de sermos etnocentristas com nosso olhares de fora como se não pertencessemos a esse mesmo mundo.

A sensação de pertencimento no mundo e a diminuição da solidão pelas novas mães, além de poder se tornar uma nova fonte de renda, sem que abandonem suas crias, é um fator que contribui para escrita de blogs. Ao escrevê-los as mães compartilham suas dúvidas, descobertas, angústias e são de fato escutadas por seus pares, outras mães que passaram, estão passando ou passarão por essas mesmas fases.

Sendo assim,

ESCREVAM!

SOBRE SUAS DESCOBERTAS MATERNAS,

SOBRE SEUS FILHOS

Um dia eles serão adultos e poderão sentir saudade daquela papinha, da primeira viagem de avião, da barriga da mãe; sentir orgulho da mãe mamífera que deu um tempo para dar tempo às suas crias; refletir sobre as reflexões das suas mães; conhecer os desafios das que escreviam suas teses nos intervalos das mamadas…

Dessa forma os seus blogs serão uma fonte de recordação para seus filhos!

Mas não se esqueçam da protegê-los, coisa que nós mães sabemos muito bem – obrigada!

Anúncios

§ 2 Respostas para Blogs de mães – fonte de recordação para os filhos

  • Kelly Holanda disse:

    Só essas palavras dizem tudo: “é indispensável pensar que vivemos uma outra era”

    Com certeza!!!

    Vejo muitas coisas da modernidade serem criticadas.
    Internet, redes sociais, tecnologias, etc.
    Agora me pergunto, por que essas pessoas que criticam tanto, não saem desse meio?
    O que eu não gosto, não participo.
    Muitas dessas tecnologias ajudaram e ajudam essas empresas que criticam à crescerem, não?

    Não vejo mal algum a mãe ter um blog contando sobre suas vivências, experiências, trocando idéias, etc.
    Acredito que nada substitui as vivências e as trocas.

  • vivianevivis disse:

    Este foi o tema de uma discussão muito proveitosa na Campus Party no último sábado. Esta matéria da Folha foi totalmente tendenciosa e de um mal gosto infeliz. Abordaram a mãe e a profissional de uma forma e publicaram o que elas disseram em um contexto totalmente diferente. Lamentável.

    A internet é a nova pracinha, onde as mães trocam experiências, angústias, tiram suas dúvidas e porque não contam seus fracassos e sucessos com outras mães. Já aprendi muito pela internet, já tirei dúvidas minhas, já ajudei outras mães.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Blogs de mães – fonte de recordação para os filhos no escolavirtualparapais.

Meta

%d blogueiros gostam disto: